segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Algo que surge em vc, não se explicar tipo um estalo.

Não há nada mais real do que você/
Se ao meio dia me assombra dizendo que eu sou lindo/
Correm rios de amor por entre olhos
de pesadas pálpebras tão inquietas e absolutas/
.
Choro beijo em tua boca teu sinal/
rasgo o desenho de antigamente onde eu não estava.
Porque existem abelhas ainda elas/
que moldam como mel a minha vontade.
.
E se agora tenho no bolso um outro amante que não tu/
é porque preciso de pracinha e de maos dadas/
Odeio minha pele tão pedinte/ que leva outro ao cinema que não tu.
.
E se refaço meu amor as três da tarde/ e se preciso de presença e beijos gastos é porque nao conheço as regioes longe daqui/
e de tão meu que é meu caminhar/
vai mudando com o dia me traindo
.

6 comentários:

  1. As pessoas precisasm esta aptas a entender tudo isso...

    ResponderExcluir
  2. então... triste e verdadeiro como uma bolero ao fim da noite.

    ResponderExcluir
  3. Querido, agora sou um seguidor de teus passos, aqui.
    :)

    ResponderExcluir